Mães empreendedoras: como equilibrar o trabalho e os filhos?

Mães empreendedoras: como equilibrar o trabalho e os filhos?

Ter tempo para se dedicar  à criação dos filhos! Esse é o grande propósito de uma mãe quando decide empreender, saindo do mundo corporativo. Contudo, montar o modelo do negócio, captar e cuidar dos clientes, gerenciar as contas, a parte financeira, o marketing, a estrutura física e/ou online do negócio e muitas vezes ainda lidar com funcionários, são desafios gigantescos que consomem seu tempo, e que precisam ser considerados antes da decisão de empreender. A grande questão é: com tudo isso, sobra algum momento para a família?

 

Para fugir dessa armadilha, cada vez mais recorrente, é preciso estruturar bem o negócio. Falta de planejamento e atirar para todos os lados costumam ser opções trabalhosas e pouco produtivas. Aqui vão algumas dicas que podem te ajudar no processo de estabelecer o seu negócio:

  1. Defina os horários que você irá se dedicar predominantemente ao trabalho, de forma a poder organizar sua agenda. Mesmo com maior flexibilidade na rotina, é importante ter alguns momentos definidos, caso contrário, tudo fica muito flexível e você pode se ver trabalhando até altas horas;
  2. Não abrace o mundo! Principalmente no começo do negócio é comum querer ser tudo. Quero ser uma loja de presentes, que ofereça cursos presenciais e online, que tenha uma pegada sustentável e ao mesmo tempo ligada ao empreendedorismo materno, que ofereça presente personalizado, com hora agendada, etc… É muito comum isso acontecer (visão errada sobre agregar valor), o que torna o seu posicionamento de negócios confuso, e você ficará maluca, pois se verá sem braços para dar conta de tudo, sem conseguir cobrar a mais para tanto. Então pare e reflita: qual é o seu principal produto/serviço? Pense naquilo que você é boa mesmo e consegue oferecer com excelência. Comece com ele! Depois faça um plano com as datas de introdução de outros itens/serviços em seu portfólio.
  3. Você precisa ter 10 redes sociais logo no começo? A resposta é um sonoro não!! Normalmente 1 ou 2 redes sociais já são suficientes no início, pois lembre-se que é você quem fará gestão disso. Então, nada de sair criando conta em todas as redes. Priorize aquelas que você tem mais familiaridade. Coloque as outras no seu plano.
  4. Ao investir seu tempo em marketing, invista em conteúdo! Produza vídeos, faça artigos para blog, gere informação relevante! Muitos fazem das redes sociais e do site uma vitrine comercial, só com preços… Você conseguirá com isso apenas dar munição para sua concorrência, sem vender valor para seu cliente;
  5. Para a parte burocrática e operacional encontre um contador de confiança e alguém que entenda de TI. Essa dica vale ouro, pois normalmente são áreas que tomam muito tempo e que podem te dar vantagens, caso sejam feitas de forma competente.
  6. Tenha uma rede de apoio. Muitas se apoiam na família, outras nas amigas, outras nos próprios filhos, já crescidos. Enfim, não importa quem, mas é importante ter ao seu redor pessoas que acreditem no seu potencial e te incentivem a seguir adiante. Existem redes especializadas para isso. Nelas você encontrará um ambiente acolhedor e propício para colocar seus anseios, partilhar ideias e fazer negócios.

 

Seguindo essas dicas, tenho certeza que seu negócio tem tudo para ser um sucesso e você conseguirá ainda tempo de sobra para curtir a família. E se precisar de ajuda profissional, alguém que reme junto com você e te capacite para enfrentar esses desafios com mais leveza, mas com muita experiência em negócios, entre em contato. Teremos um enorme prazer em transformar seu propósito em resultados de verdade! Entre em contato agora mesmo!

Sem Comentários

Deixar um Comentário

1
Fale Conosco pelo WhatsApp
Powered by