Como Lego Serious Play pode transformar os treinamentos nas empresas e impactar a vida das pessoas.

workshop lego serious play

Como Lego Serious Play pode transformar os treinamentos nas empresas e impactar a vida das pessoas.

Você provavelmente já deve ter lido que as 3 principais competências do futuro, para 2020, segundo o Fórum Econômico Mundial, são, nessa sequência: resolução de problemas complexos, pensamento crítico e criatividade. Mas como trabalhar isso dentro das empresas com resultados transformadores?

Na maioria das palestras e treinamentos corporativos somos frequentemente bombardeados de informações preciosas e conteúdos relevantes e saímos dessas sessões achando que vamos colocar imediatamente as coisas em prática. Contudo, é muito comum não atingirmos esse objetivo e arranjarmos diversas desculpas, sendo o tempo uma das mais comuns. E por que será que isso acontece? Estudiosos da educação dizem que só aprendemos de fato algo quando mudamos a nossa forma de agir ou pensar. Portanto, se nesse ponto você se deu conta que a maior parte dos treinamentos não surtiu efeito algum na sua vida profissional e pessoal, isso significa que, na prática, você pouco aprendeu com eles. Assustador, certo? E o que fazer para que tenhamos um comportamento diferente?

Vamos imaginar que se ao invés de alguém lhe dizer ou exemplificar algo que você deve fazer, você seja convidado(a) a inconscientemente produzir com suas mãos o que gostaria de mudar ou como gostaria de agir perante um problema complexo no trabalho? Indo além, imagine que nesse processo tenha um(a) facilitador(a) que direciona o seu olhar para o que de fato te impede de avançar e explorar seu potencial máximo. Contudo, esse(a) facilitador(a) não lhe dará soluções, será você que colocará significado em tudo o que construir. Será que dessa forma você mudará sua atitude perante os problemas, por mais complexos que sejam?

A resposta é um sonoro simmmm! Esse processo, faz com que os participantes coloquem em suas construções todo seu potencial criativo e de soluções de problemas que é, normalmente, reprimido pelo lado racional de nosso cérebro. Isso além de aumentar o nível de engajamento das pessoas, alcança uma profundidade e um nível de senso crítico que leva qualquer participante a querer agir e mudar imediatamente. É como um tapa na cara, mas dado por si próprio, por isso a ânsia de ação e mudança alcança patamares exponenciais!

Pronto! Você acabou de descobrir como Lego® Serious Play® tem ajudado a transformar os negócios e a vida das pessoas com uma metodologia que encanta participantes, mesmo aqueles que nunca brincaram com as peças na infância.

E como isso funciona? Quando temos problemas complexos para lidar muitas vezes ficamos paralisados. E se paramos é muito provável que algo em nosso subconsciente esteja nos impedindo de seguir. O processo do Lego começa conectando as pessoas com seu emocional antes de colocar o desafio do jogo para os participantes. Uma vez que a pessoa se conecta com o emocional e entra no flow, ela acessa seu subconsciente e tudo fica mais fácil. O Flow é o estado em que o desafio e a competência encontram um equilíbrio e a atividade passa a ser extremamente prazerosa. Pense em uma criança brincando por horas sozinha com suas pecinhas… esse é um estado de flow e nós adultos também passamos por isso. Ao encontrar algo que nos leve para essa sensação as horas passam despercebidas e você fica emocionalmente conectado com a atividade, possibilitando que sua melhor versão entre em cena.

Após criada essa conexão é a hora de fazer o desenvolvimento dos desafios. LSP sempre terá uma pergunta para responder, por isso é um jogo com propósito e tudo será amarrado ao longo de cada etapa para endereçar esse propósito. Alguns exemplos de propósitos comumente trabalhado nas empresas: teambuilding, gestão de mudança, criatividade, planejamento estratégico em tempo real, cenários futuros de mercado, posicionamento de marcas, identidade, comunicação pessoal, gestão de conflitos, comunicação em rede. Os temas são variados, pois o métodos suporta diversos conteúdos, sempre alinhados com as 7 trilhas de aprendizado que a metodologia propõe.

Os grupos devem ter no máximo 12 pessoas por facilitador(a) para permitir que cada participante expresse suas ideias. Isso também faz parte da metodologia, pois é muito comum em reuniões, com clientes e parceiros, ter 20% das pessoas falando e os outros 80% apenas fazendo cena na sala, desconectados em seus mundos paralelos. Isso gera baixo nível de envolvimento, comprometimento e, portanto, prejudica bastante o resultado das empresas. O LSP propõe uma comunicação 100/100, quando o outro fala cada participante deve ouvir e somente o facilitador faz intervenções para questionar a construção.

A arte do storytelling é exercitada o tempo inteiro por cada um. Isso é um bônus para os participantes, pois perceberão que conseguem uma comunicação mais efetiva, nos mais diversos cenários, usando essa técnica.

Para ter um workshop com Lego® Serious Play® completo, procure sempre facilitadores certificados pela AMT (Association of Master Trainers) e que tenham por trás a Rasmussen Consulting como certificadora. Robert Rasmussen trabalhou na Lego de 1988 a 2001 como head de R&D, onde desenvolveu a metodologia em parceria com estudiosos de universidades europeias e americanas. Depois assumiu em 2001 a empresa Executive Discovery Ltd. que lançou o programa Lego® Serious Play globalmente, permanecendo lá até 2004.

Na Zweck Consultoria temos uma facilitadora certificada pela AMT e com grande experiência no mundo de negócios o que torna os treinamentos ainda mais robustos para serem levados às grandes e médias corporações. Envie um e-mail para: contato@zweckconsultoria.com.br e solicite uma demonstração em sua empresa.

 

 

Sem Comentários

Deixar um Comentário

1
Fale Conosco pelo WhatsApp
Powered by